5.jpg
Portuguese English German Italian Russian Spanish

LEMBIOTECH

Laboratório de Ecologia Microbiana e Biotecnologia

Tecnologia transforma óleo de cozinha em biodiesel

A empresa fabricante do equipamento, Green Fuels Ltd, abre seu primeiro escritório no Brasil. O sistema tem baixo custo de instalação, representa investimento em geração de energia com baixa emissão de carbono, e pode produzir até 50 mil litros de biodiesel por dia.

 A Green Fuels Ltd, fabricante de equipamentos para processamento de biodiesel a partir de óleos vegetais, óleo de cozinha usado ou gorduras animais, abre seu primeiro escritório no Brasil. O sistema desenvolvido pela companhia tem baixo custo de instalação e representa investimento em geração de energia com baixa emissão de carbono.

O biodiesel é um combustível produzido através da reação de gorduras e óleos com um álcool por meio de um catalisador. Este processo, que também é conhecido como transesterificação, resulta na produção de ésteres metílicos (biodiesel) e glicerina, como um subproduto. Como a matéria-prima pode representar até 95% dos custos da produção de biodiesel, a utilização de óleo de cozinha usado no processo desta tecnologia reduz substancialmente este custo e melhora a viabilidade financeira do produto final.

Os processadores da Green Fuels variam de escala caseira até capacidades de produção de 8.000, 20.000 e 50.000 litros de biodiesel por dia. O sistema é concebido como um produto flexível e pronto para uso, o que permite aos produtores de biodiesel operar dentro de um prazo de três meses, muitas vezes mais rápido e eficiente do que as gerações de tecnologia de biodiesel anteriores.

A PriceWaterhouseCoopers é um exemplo de empresa que usa biodiesel refinado em um processador da Green Fuels para fornecer energia elétrica em sua sede em Londres. O edifício é considerado como o edifício mais verde da cidade. A empresa alcança uma taxa de 3,2KW/hora de energia por litro de biodiesel e usa essa energia para vários fins, como aquecimento, resfriamento do sistema de ar condicionado e energia elétrica. Empresas como Honda, Land Rover Jaguar e McDonalds também utilizam o combustível produzido pelos sistemas da empresa.

Cerca de 80% do volume de negócios da companhia vem de exportações para países como EUA, México, China, Austrália, Emirados Árabes Unidos, Indonésia, Paraguai e Colômbia. No momento a empresa está construindo plantas na Austrália e Hong Kong.

James Hygate, CEO da Green Fuels, vê uma oportunidade para utilização das plantas modulares de processamento no Brasil não apenas no meio empresarial, mas também por comunidades que podem reciclar óleo de cozinha usado para atender a sua demanda de energia. A tecnologia proporciona auto-sustentabilidade em energia.

Manuel Thompson-Flôres, diretor financeiro da empresa no Brasil, acredita que os equipamentos também podem ter um significado social. As usinas móveis da empresa podem alimentar geradores de pequena escala utilizando matéria-prima cultivada localmente ou resíduos, facilitando o acesso à eletricidade em regiões remotas no norte e nordeste do país e eliminando altos custos com transmissão.

"A vantagem principal dos equipamentos da Green Fuels é que foram projetados para tornar mais fácil ser proprietário da própria biorrefinaria. Esta é uma usina de biodiesel que pode ser alojada em um contêiner de 40 pés, em locais remotos em escala pequena e comunitária, e que pode ser gerenciada remotamente e mantida através de diagnóstico on-line 24 horas. A biorrefinaria da Green Fuels não tem complexa sala de controle, nem centrífugas que representam alto custo com manutenção, e é totalmente controlada através de uma tela automatizada, sensível ao toque", afirma.

Online

Temos Um visitante e Nenhum membro online

Visite nossa Wiki!

Protocolos e procedimentos em Bioinformática

Projeto Petra

petra.icone

Da rocha matriz,
à Indústria do Petróleo

Você está aqui: Home Lembiotech Notícias Tecnologia transforma óleo de cozinha em biodiesel